Mãe Formada, Família Restaurada!

LECTIO DIVINA: PERSEVERANÇA NA ORAÇÃO E NO DISCERNIMENTO PESSOAL

Invocação ao Espírito Santo

 Vinde Espírito Santo sobre cada um de nós. Abre nossos corações para a escuta da Tua palavra e faça de nossa família um lar perseverante na oração, que seja guiada pela tua luz para discernir o certo do errado. Capacita nossa vida numa trajetória de amor, fé, esperança e de santidade. Amém!
Texto bíblico: Lucas 11,1-4
“O Pai-Nosso”

Leitura – A escuta da Palavra

Um dia Jesus estava orando num certo lugar. Quando terminou, um de seus seus discípulos pediu-Lhe: Senhor, ensina-nos a orar, como também João ensinou a seus discípulos”. Ele respondeu: “Quando orardes, dizei:

    Pai, santificado seja o Teu nome; venha o Teu reino; dá-nos a cada dia, o pão cotidiano, e perdoa-nos os nossos pecados, pois nós perdoarmos a todo aquele que nos deve; e não nos introduzas em tentação”.

A Lectio Divina nada mais é do que a leitura orante da Palavra de Deus, das Sagradas Escrituras. Não tem como se fazer uma Lectio se não houver uma leitura constante da Palavra de Deus. Isso quer dizer que as Escrituras precisam se fazer carne nas nossas vidas diariamente.

Então, como posso melhorar na minha Lectio? O que preciso fazer?

Com a palavra deste Evangelho, podemos sim, aproveitar o que nos diz São Lucas:

  • “Escolhemos um lugar (Jesus estava orando num certo lugar).
  • Precisamos fazer uma oração antes de iniciar a Lectio. Era essa oração que os discípulos queriam aprender: “Senhor, ensina-nos a orar (…)”.
  • Não perder o foco da leitura.

A Lectio deveria ser uma prática contínua na nossa vida. Jesus não só nesse evangelho, mas em outros, vivia constantemente se retirando para rezar. O que é mais bonito, e este Evangelho de Lucas nos mostra isso, é que Jesus quer que sintamos falta Dele, que peçamos a Ele aquilo que pode nos ajudar na oração. Ele não nos obriga, nos deixa livres, mas os discípulos sentiram essa necessidade: “Senhor, ensina-nos a orar (…)”. E nós, não sentimos essa falta? Já somos fortes o suficiente para abdicarmos da oração? Se até o Filho de Deus rezava, imagine nós!

Compromisso

Irmãos, precisamos assumir um compromisso com Cristo. É notório que os discípulos observavam como João agia com seus discípulos e queriam também aprender. Quantas vezes observamos grupos fazendo exercícios espirituais e sentimos este desejo de também os fazer, mas logo depois isso passa. Temos de aproveitar o momento e pedir de quem sabe. Se os discípulos de Jesus tivessem deixado passar este momento, será que teríamos a oração do Pai-Nosso? A Lectio sempre vem como benefício para quem pede e também para os demais que estão ao nosso redor. Nos tornamos pessoas de oração, e por isso melhores.

O agir dentro de nós mesmos

A mudança começa por nós mesmos. Precisamos silenciar mais o nosso coração. Precisamos de reforço para estarmos de pé diante das dificuldades, e isso se concretiza na oração.  Uma pessoa forte espiritualmente tem mais força para superar as barreiras da vida. Isso faz parte da contemplação. Depois de muito meditar, a alma torna-se serena.

A ação

Seria muito bom se existisse em todos os grupos de pastoral um momento para a Lectio. Mas os trabalhos são tantos que quase ninguém tem mais tempo. Aí quando resolvemos um problema, surge logo outro. E cada um faz como pode. A falta de oração nos deixa desorientados, angustiados e fracassados. A Palavra de Deus nos encoraja. Se passarmos uma hora para rezar, vamos pensar que é tempo jogado fora, que tem um problema urgente para se resolver. Jesus também tem urgência para salvar o mundo, mas foi paciente e, sempre na hora de tomar a melhor decisão, Ele se recolhia para rezar. A ação de Jesus não falhava, pois estava fortalecido espiritualmente; pois resolvia tudo segundo a vontade do Pai, e nós queremos resolver segunda a nossa vontade e a nossa disponibilidade de tempo.

Em todos os lugares

“E a Palavra se fez carne veio morar entre nós” (João 1,14).  A Palavra não significa apenas um signo escrito no papel, tampouco o som que sai dos nossos lábios e logo se dissipa. A Palavra é o próprio Filho de Deus que se encarnou e veio habitar entre os homens. Mas isso não se restringe ao Jesus histórico, há dois mil anos. Jesus está no meio de nós hoje através da Santa Igreja, dos sacramentos, particularmente a Santíssima Eucaristia. Ele se faz presente nos sacerdotes, em cada homem e mulher que foi revestido de Cristo no dia do batismo; Ele está presente no povo da Nova aliança que sofre nos hospitais, asilos, que estão nos presídios, nas escolas e nas famílias. Jesus está presente nas Escrituras. As Sagradas Escrituras dão testemunho de Cristo, e conhecer as escrituras é conhecer o próprio Cristo. Então vamos começar a praticar a Lectio Divina a partir de hoje, dizendo: “Senhor, ensina-nos a orar (…)”.

Siga os passos

1 – Ler um capítulo uma vez por dia, uma vez por semana ou por mês. Crie familiaridade.

2 – O que Deus lhe falou através das Escrituras?

3 – Medite um pouco sobre este capítulo e faça um pouco de silêncio.

4 – O que você sentiu depois que meditou sobre o que leu?

5 – Partilhe com outros sobre a sua Lectio e tenha um orientador espiritual, padre, freira, missionário. Pessoas instruídas na fé.

Fonte: Hora da Família 2019 (vol. 23)

COMO FAZER A LECTIO DIVINA NO GRUPO DE MÃES?

MOMENTO ORACIONAL 

com Angela Abdo (Fundadora do movimento)

Compartilhar

Leia Também

ESTÁ CHEGANDO A HORA! 10º ENCONTRO NACIONAL E 3º ENCONTRO INTERNACIONAL. CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Agora faltam poucos dias, mães. Estamos nos aproximando do 10º...

HOMENAGEM PÓSTUMA DOM GERALDO LYRIO ROCHA

O Arcebispo Emérito de Mariana-MG e ex-presidente da CNBB, Dom...

NESTE FINAL DE SEMANA PARANÁ REALIZA O SEU 6º ENCONTRO ESTADUAL, SE INSCREVA JÁ

Dia 16 de setembro, o estado do Paraná realizará o...